Consulta ao Oftalmologista: como saber se devo marcar a minha?

consulta ao oftalmologista

Fazer consultas médicas periódicas é indispensável para manter boas condições de saúde. Entre elas, está a consulta ao oftalmologista. Esse profissional é o único que pode avaliar a condição da sua visão e indicar o uso de lentes de contato para corrigir problemas.

Nesse post, vamos ajudar você a entender melhor a importância de visitar o oftalmologista regularmente e como saber quando é a hora de marcar uma consulta. Fique atento a essas dicas!

Por que é importante fazer uma consulta ao oftalmologista?

Uma grande parcela da população não visita o oftalmologista porque acredita que não possui nenhum problema de visão, mas essa postura não está correta. Você pode não notar esses problemas em seus estágios iniciais sem os exames realizados por um profissional.

Assim, quanto mais tempo sem uma consulta, mais esses problemas podem se agravar, com a falta de um tratamento adequado. Vale a pena lembrar que os problemas de visão mais comuns, como miopia, hipermetropia e astigmatismo, podem ser controlados facilmente. Com o uso das lentes certas, você pode ter uma significativa melhora na qualidade de vida.

Mesmo que, de fato, não exista nenhum problema na sua visão, isso não significa que você está liberado de qualquer consulta ao oftalmologista. Pelo contrário, esse é o profissional que poderá orientá-lo em medidas de prevenção, para evitar que os problemas apareçam com o tempo.

Se você já tem um problema diagnosticado, mas passa muito tempo sem retornar ao médico, saiba que o tratamento indicado pode não ser mais o ideal. O grau do desvio de visão passa por alterações com o tempo, e é preciso acompanhamento para adaptar o grau das lentes a essas alterações.

Também é importante lembrar que diferentes problemas de visão aparecem em diferentes momentos. Por exemplo, a miopia pode surgir na infância ou na adolescência, enquanto a presbiopia, de maneira geral, surge a partir dos 40 anos. Por isso, o acompanhamento de um oftalmologista é necessário em todas as fases da vida.

Quando é hora de uma consulta ao oftalmologista?

consulta ao oftalmologista

Naturalmente, sempre que houver algum desconforto envolvendo os olhos, você deve fazer uma visita ao oftalmologista. Visão turva ou embaçada, vermelhidão, coceira, ardência e secreções incomuns são alguns exemplos de “sintomas” de que está na hora de ir ao médico.

Porém, mesmo sem esses sintomas, é importante fazer visitas regularmente. Se tudo estiver bem, a recomendação para adolescentes e adultos é não passar mais do que um ano sem consultar um oftalmologista.

É indicado realizar esse acompanhamento, se possível, com o mesmo médico. Assim, ele pode ter uma perspectiva mais clara do progresso de suas condições de visão ao longo do tempo. Se você precisar trocar de oftalmologista, por qualquer razão, deve guardar todos os seus exames e as receitas para lentes; assim, o novo médico poderá entender melhor seu histórico.

Quando deve ser a primeira consulta de uma criança?

Logo na maternidade é realizado um teste que aponta precocemente a probabilidade de seu filho desenvolver doenças como glaucoma; é conhecido como “teste do olhinho”. Depois disso, a primeira consulta de uma criança ao oftalmologista deve acontecer entre três e cinco anos de idade.

Não se esqueça de que crianças podem, sim, apresentar problemas de visão que exigem correção. Se não houver um diagnóstico e acompanhamento médico, esses problemas podem até mesmo atrapalhar o desempenho escolar.

Depois da primeira consulta, até o começo da adolescência, as visitas podem ocorrer em intervalos um pouco maiores: de um a dois anos.

Como escolher um oftalmologista?

consulta ao oftalmologista

Nem sempre é possível escolher um oftalmologista de sua preferência, já que muitos brasileiros não têm plano de saúde e utilizam o SUS para suas consultas médicas. Porém, se você tiver a oportunidade de escolher um oftalmologista, aqui estão alguns pontos a considerar:

  • procure uma clínica médica que seja considerada referência na sua cidade ou região;
  • logo na primeira consulta, verifique se a anamnese inicial é completa. Nessa “entrevista”, o médico deve conseguir traçar um panorama geral do paciente, perguntar sobre o histórico familiar e sobre sua rotina;
  • ainda na primeira consulta, observe se o médico realiza (ou solicita) todos os exames necessários para confirmar a condição da sua visão;
  • observe, também, se o médico tem paciência para explicar sua condição de visão, os exames e os tratamentos.

Agora que você sabe quando é preciso fazer uma consulta ao oftalmologista, não perca tempo em marcar sua próxima visita para cuidar da visão.

Enquanto isso, aproveite também para conhecer os quatro principais tipos de problemas de visão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *