O que acontece quando fico alguns dias sem retirar as lentes de contato?

Blog

As lentes de contato percorreram um longo caminho evolutivo nas últimas décadas. Pesquisas e muita tecnologia propiciaram o advento e o desenvolvimento de materiais incríveis, como é o caso das lentes gelatinosas, que possibilitam um tempo de uso bem maior do que era possível anos atrás. Mas quantos dias sem retirar as lentes podemos ficar?

Certamente muitos acabam extrapolando o que se deve considerar como “uso prolongado”, passando por longos períodos sem removê-las. E qual a consequência disso? Bem, a seguir vamos falar sobre o que acontece quando se fica alguns dias sem retirar as lentes de contato.

Cuidados com o uso das lentes de contato

Existem duas regras básicas que todos aqueles que usam lentes de contato devem seguir: praticar boa higiene e tirar as lentes antes de dormir. São cuidados imprescindíveis. Exagero?

Muitos podem pensar que enxaguar suas lentes no soro fisiológico ou tirar uma soneca usando as lentes não é exatamente um problema. Mas a verdade é que, sim, esses são exemplos de condutas que não devem ser adotadas!

Há um espaço entre a córnea e a lente que é extremamente propício ao surgimento de bactérias e micro-organismos. Além disso, a lente de contato não deixa o olho “respirar” adequadamente. Isso faz com que infecções sejam criadas na córnea, que acaba se tornando um ambiente favorável à proliferação destes seres microscópicos.

Ou seja, quando você não usa a solução de limpeza adequada ou não guarda suas lentes adequadamente, já está aumentando suas chances de contrair uma infecção. Chances essas que serão maiores ainda caso permaneça com elas nos olhos por mais tempo do que o recomendado pelo fabricante.

Os olhos precisam respirar

Mesmo que suas lentes de contato sejam extremamente macias e confortáveis, dificilmente seu médico oftalmologista irá recomendar que você durma com elas durante a noite.

A questão é que, mesmo que não cause desconforto, a lente cria uma vedação sobre a córnea, prendendo o fluido e impedindo que o oxigênio alcance seu olho nessa área. Isso cria um ambiente anaeróbico perfeito para que micro-organismos como bactérias e amebas cresçam e se multipliquem.

Similarmente danoso, o uso prolongado da lente também impede esta parte da córnea de obter lubrificação e nutrição geradas pelas lágrimas e pelos fluidos gelatinosos dos seus olhos. Então, o uso das lentes por um período acima do recomendado por seu médico favorece a ocorrência de uma infecção ocular.

Mãos limpas sempre ao manusear as lentes

Sempre que possível, evite enxaguar suas lentes de contato com água da torneira ou soro fisiológico. As mãos, sim, devem ser lavadas na torneira sempre antes de se manusear as lentes, cuja higienização, por sua vez, deve ser feita através de soluções de limpeza próprias para lentes de contato, que são preparadas para mantê-las limpas e esterilizadas, uma vez que criam um ambiente hostil para a formação de bactérias e outros agentes infectantes.

Por isso, tenha em mente que se, por exemplo, você remove suas lentes antes de lavar as mãos, provavelmente você introduziu algumas bactérias nelas.

Todavia, se você usar as soluções de limpeza indicadas por seu médico, e dentro do prazo de validade, todas as noites, não deverá ter problemas com infecções bacterianas, principalmente se lavar as mãos antes de tocar nos olhos ou nas lentes.

Além disso, fique atento a situações corriqueiras, como tomar banho usando lentes de contato, por exemplo. O ideal é remover as lentes antes de entrar no chuveiro, pois, como explicamos acima, a água encanada, ao contrário das soluções de limpeza, contém bactérias. Mas, calma, se já entrou no banho e ainda está com as lentes, evite levar muita água aos olhos.

Variedades de lentes

Como mencionamos no início deste artigo, as lentes evoluíram muito ao longo dos anos. Hoje, além de materiais modernos e funções distintas, como estética ou correção de determinado problema ocular, as lentes também podem variar entre lentes de uso diário ou estendido.

Uma lente de contato de uso diário pode ser usada por cerca de 10 horas por dia e é projetada para ser removida antes do usuário dormir.

Com efeito, as lentes de uso contínuo são descartadas após o tempo de duração especificado. Estas lentes estão ficando cada vez mais populares, devido à sua conveniência. As lentes de contato de uso estendido e uso contínuo podem ser usadas por períodos tão longos porque elas possuem uma alta permeabilidade ao oxigênio (tipicamente 5-6 vezes maiores que as lentes soft tradicionais), o que as permitem permanecerem no olho sem causar problemas de infecção. Reforçando que o uso prolongado de lentes de contato, mesmo as de uso contínuo, só deve ser feito mediante aprovação médica.

Desenvolver bons hábitos de higiene quando você coloca e retira suas lentes de contato pode salvá-lo de uma infecção desagradável. Converse com seu oftalmologista sobre soluções de limpeza recomendadas e dicas para manter suas lentes livres de bactérias.

Lentes de contato de qualidade

Outro ponto tão importante quanto usar as lentes de forma correta ou limpá-las adequadamente é usar lentes de contato de qualidade.

Aqui na Central Oftálmica você encontra produtos de excelente qualidade e com Tecnologia de Alto Desempenho, fundamentada nas normas e requisitos legais exigidos pela vigilância sanitária. As lentes são desenvolvidas dentro do sistema “Micro Molden System”, uma tecnologia exclusiva da Central Oftálmica, entre outras inovações, como as lentes de Silicone Hidrogel – Super-permeáveis, entre outras tecnologias à sua disposição.

Assine a Newsletter da Central Oftálmica e fique por dentro de novidades e dicas importantes sobre lentes de contato.

Categorias

Postagens Recentes