O grau das lentes de contato é o mesmo dos óculos?

Blog

||||||Oftalmologista||||||

Muita gente acredita que o grau das lentes de contato é o mesmo dos óculos, porém nem sempre isso acontece. O motivo é que as lentes dos óculos estão posicionadas a aproximadamente 12 milímetros de seus olhos, enquanto as lentes de contato ficam diretamente sobre a íris do globo ocular.

Portanto, se você pretende usar lentes de contato e óculos, provavelmente precisará de duas prescrições separadas. A seguir, vamos explicar mais detalhadamente esse conceito.

Qual é a diferença entre o grau de uma lente de contato e de óculos?

Assim como em uma receita de óculos, a prescrição de lentes de contato aponta o grau necessário para que seja feita a correção do erro de refração – seja miopia, hipermetropia e/ou astigmatismo.

No entanto, dependendo do grau de erro de refração e do tipo de contato prescrito, os poderes especificados na prescrição de lentes de contato podem ser significativamente diferentes dos da prescrição dos óculos, para proporcionar a melhor visão possível.

Além disso, uma prescrição de lentes de contato contém especificações adicionais que não estão incluídas em uma receita de óculos, e elas só podem ser determinadas após um exame oftalmológico que incluirá ajustes abrangentes e peculiares ao uso desse dispositivo.

Características avaliadas em uma prescrição de lentes de contato

As nomenclaturas abaixo correspondem a avaliações comuns a ambos os casos e servem como parâmetros para a definição do grau a ser adotado:

OD: Olho Direito;

OE: Olho Esquerdo;

ODI: Olhos Direito e Esquerdo;

AD: Adição;

ESF: Esfera;

CIL: Cilindro;

VL: Visão ao Longe;

VP: Visão ao Perto;

AV: Acuidade Visual;

VI: Visão Intermédia.

Só que, no caso da lente de contato, outras avaliações precisam ser realizadas:

Curva-base

A curva-base (CB) é o raio de curvatura central posterior da lente de contato, que se ajusta sobre a superfície da córnea. Para saber qual a curva-base da lente que você usará, é necessário um exame que meça a curvatura da superfície anterior da córnea, chamado de “Ceratometria”.

Diâmetro

O diâmetro da lente (DIA) especifica o tamanho total da lente e, juntamente com a curva-base, determina como a lente vai se encaixar. Na maioria dos casos, o diâmetro das lentes de contato gelatinosas varia de 13,5 a 14,5 mm, e o diâmetro das rígidas gás-permeáveis ​​(RGP) varia de 8,5 a 9,5 mm.

Marca ou material da lente

A marca e o material a serem usados também devem ser especificados em uma prescrição de lente de contato, pois cada material de lente tem um grau específico de permeabilidade ao oxigênio, ou seja, a capacidade que a lente tem de permitir que seus olhos “respirem”. Isso é especialmente importante se você pretende usá-las por mais tempo ou até mesmo dormir (desde que com a devida autorização médica).

Data de validade

Geralmente, uma lente de contato tem validade de um ano. Você precisará revisitar sua prescrição quando esse prazo estiver próximo de expirar. Uma avaliação da saúde de seus olhos deve ser feita antes da aquisição de lentes adicionais.

Vale ressaltar que existem casos em que o grau das lentes é o mesmo dos óculos, porém, só por meio da experiência e conhecimento na área é que o médico vai definir se os graus serão os mesmos ou não.

Além disso, seu oftalmologista só poderá lhe prescrever as lentes após uma avaliação de ajuste e considerando os aspectos acima abordados. A princípio, qualquer pessoa pode usar lentes de contato. No entanto, existem certas situações em que a lente não é tão indicada, mas só esse profissional poderá fazer essa avaliação.

Como converter uma receita de óculos para lentes de contato??

Mas como saber, então, qual o grau da lente de contato? Se o seu problema, seja astigmatismo ou miopia, for de até quatro graus, não há alteração entre uma receita de óculos e outra de lente.

Porém, a partir deste número, é preciso fazer um cálculo. Isso porque, no caso das armações, é levado em conta o fato de a lente ter uma certa distância em relação aos olhos. Na lente, não.

Sendo assim, é feita uma tabela para conversão, a partir do grau esférico da receita do óculos. No caso de miopia, o sinal do número é negativo. Para hipermetropia, é positivo. A partir desta tabela é possível verificar qual o valor na conversão.

Por exemplo, se o grau esférico na receita do óculos é 4,50, a conversão para lente, em caso de miopia, é -4,25. No caso de hipermetropia, é + 4,75. Esta relação vale para todos os graus.

Qual o maior grau da lente de contato?

Com os avanços nos estudos e na tecnologia envolvida na produção das lentes de contato, vão aumentando as possibilidades de graus para uso de lentes.

No caso de alguns tipos específicos, é possível atingir até -20 no caso de miopia. Para hipermetropia, também é possível encontrar este valor, mas com sinal positivo.

Como ver o grau da lente de contato?

Para ver o grau da lente, é preciso, antes de tudo, consultar um oftalmologista, que fará uma análise da situação e indicará qual é a melhor lente para o seu caso.

O profissional analisará o caso e perceberá se é o caso de investir, ou não, em uma lente de contato. No consultório, o paciente é testado para saber qual o tipo indicado de lente. Neste processo, participa também um contatólogo, que é uma especialidade de quem trabalha no ramo de adaptação de lentes.

Com a orientação do contatólogo, é possível adaptar o melhor modelo possível para o paciente que busca a lente de contato.

O que precisa para fazer lentes de contato?

Depois disso, a partir de uma análise para entender qual é o modelo ideal para o produto, o profissional faz a receita com o grau necessário, calculado com base na tabela que citamos acima.

Com a receita em mãos, o indivíduo deve procurar uma empresa especializada na produção de lentes. Por se tratar de um objeto que estará em contato direto com uma região sensível, é preciso tomar muito cuidado e escolher uma empresa séria e comprometida. É o caso da Central Oftálmica, que trabalha diretamente como fabricante e distribuidora das melhores lentes do mercado.

Também é importante destacar que, como a lente fica em contato direto com o olho, é fundamental que, pelo menos no início, haja um acompanhamento constante dos médicos, para entender se a adaptação às lentes feitas para aquele caso está sendo bem-sucedida, sem causar problemas para a saúde ocular.

Uma nota sobre o uso de lentes de contato coloridas

Seja qual for a lente, colorida ou de grau,

é necessário uma prescrição feita por um oftalmologista licenciado, mesmo que você não tenha necessidade de correção da visão e deseje apenas lentes de contato coloridas ou lentes de contato de efeito especial para alterar a aparência do olho.

Uma lente de contato, independentemente de ser usada para correção de visão ou para fins estéticos, é um dispositivo médico e, por isso, só podem ser adquiridas mediante consulta e indicação de um médico oftalmologista capaz de indicar a lente certa e de qualidade.

Onde comprar lente de contato com grau?

Depois de todo este conteúdo, você certamente está se perguntando sobre onde comprar lente de contato com grau. A resposta é: na Central Oftálmica. Nossa sede é em Vitória, no Espírito Santo, mas nos colocamos à disposição por telefone e e-mail. Fale conosco, conheça os produtos e seja nosso cliente.

Acesse o site da Central Oftálmica e conheça o catálogo completo e todas as opções oferecidas por uma empresa que é referência na importação e distribuição de lentes de contato.

Além disso, visite nossas redes sociais e confira todos os conteúdos e dicas que produzimos para você. Não perca tempo e acompanhe a Centra Oftálmica.

Categorias

Postagens Recentes